Concursos - CT-Pro

O Curso que mais aprova no Brasil

Farmacêutico CAFAR Aeronáutica 2019

O DIRETOR DE ENSINO, considerando o disposto no Decreto nº 9.077, de 8 de
junho de 2017, no uso das atribuições que lhe confere o Art.10, inciso XII do Regulamento da
Diretoria de Ensino, resolve:
Art. 1º Aprovar as Instruções Específicas para o Exame de Admissão ao Curso de
Adaptação de Farmacêuticos da Aeronáutica do ano de 2019.
Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.
Maj Brig Ar RUI CHAGAS MESQUITA
Diretor de Ensino da Aeronáutica

*NOVO EDITAL EM BREVE

Período de inscrição:     /    /2019 a     /     /2019

O preenchimento do FSI será possível, via Internet, a partir das 10h do primeiro dia de inscrições até às 15h do último dia – horário de Brasília.

Provas Escritas:    /     /2019
– Fechamento dos portões às 9h;
– Orientações gerais às 9h10min (obrigatório); e
– Início das provas às 9h40min (horário de
Brasília).

Vagas:

FARMÁCIA BIOQUÍMICA (BIO) ou ANÁLISES CLÍNICAS

FARMÁCIA HOSPITALAR (HOS)


PROGRAMA

1 GRAMÁTICA E INTERPRETAÇÃO DE TEXTO
1.1 Compreensão e interpretação de texto: Informações literais e inferências possíveis. Ponto de vista do autor. Significação contextual de palavras e expressões. Relações entre ideias e recursos de coesão. Divisão silábica. Acentuação gráfica. Ortografia. Morfologia. Emprego de classes de palavras – classificação, flexão e emprego: substantivo, adjetivo, artigo, numeral, pronome, verbo, advérbio, preposição, conjunção e interjeição. Vozes verbais. Sintaxe: análise sintática da oração e análise sintática do período. Pontuação. Regência nominal e verbal. Concordância nominal e verbal. Emprego do indicativo do estudo da crase. Colocação pronominal. Semântica e estilística: sinonímia e polissemia. Denotação e conotação. Funções da linguagem. Tipologia e gênerostextuais.

2 CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS
2.1 FARMÁCIA BIOQUÍMICA (BIO)
2.1.1 Fase Pré-Analítica: atendimento, orientações e preparo do paciente. Coleta de sangue e demais espécimes clínicos, recebimento de materiais biológicos, manuseio, triagem, transporte, processamento, acondicionamento, armazenamento, conservação das amostras. Bioquímica Clínica: conceituação, metodologias, fundamentos e objetivos. Organização, práticas, propósitos, controle de qualidade e instrumentação do laboratório clínico moderno. Exames: avaliação das funções renal, hepática e do trato biliar. Proteínas específicas, lipídeos e lipoproteínas. Carboidratos. Eletrólitos e íons inorgânicos. Equilíbrio ácido-base e gases sanguíneos. Avaliação do perfil cardíaco. Bioquímica dos fluidos biológicos. Enzimologia clínica: dosagens, particularidades, interferências e interpretação dos resultados. Hormônios: biossíntese, mecanismos de ação e dosagem laboratorial. Hormônios da adeno e neuro-hipófise, da tireoide e paratireoide, das suprarrenais, das gônadas, pâncreas e dos rins. Hematologia Clínica: Hematopoese normal e células sanguíneas. Anemias hipocrômicas, megaloblásticas, hemolíticas, aplásticas, diseritropoiéticas e secundárias. Heumoglobinopatias. Hemostasia, coagulação, distúrbios vasculares e plaquetários.
Interpretação clínica do hemograma: valores de referência. Índices hematimétricos. Alterações
qualitativas e quantitativas do sangue. Métodos de coloração para exames hematológicos. Imunohematologia:
detecção de anticorpos, antígenos de grupos sanguíneos, testes pré-transfusão e transfusões sanguíneas. Imunologia: sistema imune, células e órgãos deste. Geração de resposta das células B e T. Antígenos, imunoglobulinas, interações antígeno-anticorpo e complexo de histocompatibilidade. Mecanismos efetores imunes, citocinas, interleucinas, sistema complemento, repostas mediadas por células, migração leucocitária, inflamação e reações de hipersensibilidade. Respostas imunes a doenças infecciosas, vacinas, imunodeficiências e autoimunidade. Testes
imunológicos: fundamentos e aplicações. Produção e aplicação de anticorpos monoclonais. Microbiologia: Taxonomia, características morfo-tintoriais, fisiologia, patogenicidade e virulências bacterianas; Bactérias de interesse clínico: enterobactérias, bastonetes, cocos, espiroquetas, micoplasma, ureaplasma. Provas de sensibilidade a agentes antimicrobianos: resistência, determinação da atividade inibitória e da atividade bactericida. Diagnóstico microbiológico das infecções provocadas por cocos Gram-positivos, bastonetes Gram-negativos fermentadores e não
fermentadores da glicose, anaeróbios, micobactérias, corinebactérias. Provas bioquímicas de identificação bacteriana: técnicas, reagentes e interpretação. Métodos de coloração para exames de microbiologia. Virologia: doenças humanas virais e métodos diagnósticos. Micologia clínica: Classificação, taxonomia e identificação das micoses humanas e provas de sensibilidade aos antifúngicos. Leveduras: apresentação clínica e identificação laboratorial. Dermatofitoses: aspectos clínicos e laboratoriais. Fungos filamentosos e dimórficos: aspectos gerais, apresentação clínica e diagnóstico laboratorial. Rinosporidiose, micetoma, cromomicose, feohifomicose,
paracoccidioidomicose, histoplasmose, coccidioidomicose, blastomicose, doenças causadas por  Malassezia spp, criptococose, candidíase, aspergilose e fusariose, pneumocistose. Diagnóstico imunológico das infecções fúngicas. Urinálise e fluídos biológicos: funções e doenças renais e testes da função renal. Exames físicos e químicos da urina. Sedimentoscopia urinária. Análises especiais de urina: distúrbios do metabolismo de aminoácidos, da porfirina, dos
mucopolissacarídeos e das purinas. Fluídos biológicos: líquido seminal, líquido cefalorraquidiano. líquidos ascítico, pleural, sinovial, amniótico e pericárdico: formação, composição e métodos analíticos. Parasitologia Clínica: Parasitos intestinais: colheita, preservação, exames macro e microscópico da amostra fecal fresca e preservada. Identificação dos parasitos. Parasitos de sangue e tecidos: métodos e identificação. Metodologia e análise de parasitos em aspirados, tecidos, urina, secreções e de material de biópsia. Imunodiagnóstico das parasitoses: testes sorológicos ou imunoensaios e imunológicos. Biologia molecular: noções fundamentais sobre estrutura de ácidos
nucleicos. Replicação, mutação e reparo de DNA. Hibridação de ácidos nucleicos. Transcrição e processamento de RNA. Código genético e biossíntese de proteínas. Controle da expressão gênica em procariotos e eucariotos. Processamento pós-traducional de proteínas. Técnicas de Biologia Molecular para diagnóstico de doenças humanas (incluindo extração de DNA e RNA, digestão de DNA por endonucleases de restrição, eletroforese, clonagem, PCR). Biossegurança: riscos físicos, biológicos, químicos, ergonômicos e de acidentes de trabalho em laboratórios clínicos.
Biossegurança laboratorial: organização, práticas seguras, medidas de controle, programa de segurança, avaliação e representação dos riscos ambientais. Procedimentos de emergência, treinamento e segurança em laboratórios. Equipamentos de proteção individual e coletivo. Manuseio, controle e descarte de produtos biológicos. Deontologia e Legislação Farmacêutica: Código de Ética Farmacêutica. Portaria nº 344, de 10 de maio de 1998, do Ministério da Saúde. Regulamento técnico para funcionamento de laboratórios clínicos e para o gerenciamento de resíduos de serviços de saúde.

2.2 FARMÁCIA HOSPITALAR (HOS)
2.2.1 Farmácia Hospitalar: Conceitos, Objetivos, Estrutura física e Organizacional. Gerenciamento de medicamentos e de produtos farmacêuticos de uso hospitalar. Seleção de medicamentos. Aquisição de Medicamentos. Armazenamento de Materiais. Sistema de Distribuição de Medicamentos. Comissão de Farmácia e Terapêutica. Papel da Farmácia no Controle das Infecções Hospitalares. Farmacovigilância. Farmacoepidemiologia. Farmacoeconomia. Gestão da Qualidade e Indicadores na Farmácia Hospitalar. Cálculos em Farmácia Hospitalar. Cálculos de Doses e Parâmetros do Paciente. Farmácia Clínica. Atenção Farmacêutica e Seguimento
Farmacoterapêutico. Farmacologia Clínica: fundamentos e métodos em farmacologia clínica. Uso racional de medicamentos: aspectos econômicos. Prescrição de medicamentos: aspectos legais e formais. Adesão a medicamentos. Farmacologia geral: processos farmacocinéticos. Farmacocinética Clínica. Farmacodinâmica. Interações medicamentosas. Reações adversas a medicamentos. Farmacologia dos Sistemas de Regulação. Farmacologia Aplicada a Manifestações gerais de Doenças. Farmacologia Aplicada aos Sistemas. Situações Especiais em Farmacologia. Farmacotécnica Hospitalar: formas farmacêuticas estéreis, formas farmacêuticas não estéreis.
Nutrição parenteral. citotóxicos e medicamentos parenterais. Aspectos técnicos de infraestrutura física e garantia de qualidade. Boas práticas de manipulação em farmácia. Estabilidade de medicamentos e determinação do prazo de validade. Cálculos relacionados ao preparo de formas farmacêuticas. Deontologia e Legislação Farmacêutica: Legislação pertinente ao exercício profissional Farmacêutico em unidades Hospitalares. Código de Ética do Profissional Farmacêutico. Portarias n° 344/98 e nº6/99 da Secretaria de Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde.

EAGS 2019 Aeronáutica – Técnico em Análises Clínicas

COMANDO DA AERONÁUTICA
COMANDO-GERAL DO PESSOAL
DIRETORIA DE ENSINO
PORTARIA DIRENS Nº 424-T/DPL, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Aprova as Instruções Específicas para o Exame de Admissão ao Estágio de Adaptação à Graduação de Sargento da Aeronáutica do ano de 2019 (IE/EA EAGS 2019).
O DIRETOR DE ENSINO, considerando o disposto no Decreto nº 9.077, de 8 de junho de 2017, no uso das atribuições que lhe confere o Art.10, inciso XII do Regulamento da Diretoria de Ensino, resolve:
Art. 1º Aprovar as Instruções Específicas para o Exame de Admissão ao Estágio de Adaptação à Graduação de Sargento da Aeronáutica do ano de 2019.
Art. 2º Esta Portaria entrará em vigor na data de sua publicação.
MAJ BRIG AR RUI CHAGAS MESQUITA

Período de inscrição: 08/01/2018 a 06/02/2018.
O preenchimento do FSI será possível via Internet a partir das 10h do primeiro dia de inscrições até as 15h do último dia – horário de Brasília.

IDADE: não ter menos de 17 (dezessete) anos e nem completar 25 (vinte e cinco) anos de idade até 31 de dezembro do ano da matrícula no EAGS 2019. (Matrícula: 16/01/2019)

VAGAS: 05 (Especialidade – SLB)

PROVAS: 22/04/2018.

Para conhecimento dos interessados, estas Instruções estão disponíveis, durante toda a validade do Exame, nas páginas eletrônicas abaixo:
a) Comando da Aeronáutica (COMAER)  http://www.fab.mil.br/eear
b) Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR)  http://ingresso.eear.aer.mil.br/

PROGRAMA:

2.5 LABORATÓRIO – SLB
2.5.1 GARANTIA E CONTROLE DE QUALIDADE
2.5.1.1 Coleta e transporte de material biológico. Biossegurança. Noções de equipamentos laboratoriais, vidrarias e preparo de soluções, fase pré-analítica, monitoramento da precisão intra e inter-laboratorial.
2.5.2 MATEMÁTICA DE LABORATÓRIO
2.5.2.1 Matemática básica, Matemática em hematologia, Hemocitômetros, Diluições, Cálculos de enzimas, Teste renais, Fórmula de FRIEDWALD e Coeficiente de variação.
2.5.3 BIOQUÍMICA
2.5.3.1 Metodologia básica: Fundamentos operacionais. Noções dos princípios das técnicas manuais e automatizadas. Potenciometria por íons seletivos. Espectrofotometria.
2.5.4 FUNDAMENTO DOS PRINCIPAIS MÉTODOS EMPREGADOS NAS DOSAGENS
BIOQUÍMICAS
2.5.4.1 Analitos mensurados na química do sangue; provas funcionais; noções básicas de gasometria; noções básicas sobre eletroforese de proteínas. Avaliação e interpretação dos resultados.
2.5.5 HEMATOLOGIA
2.5.5.1 Noções sobre utilização do microscópio óptico. Anticoagulantes utilizados em hematologia. Noções sobre os constituintes sanguíneos, seu papel fisiológico e alterações patológicas. Técnicas de avaliação das séries vermelha, branca e plaquetária. Valores de referência em hematologia.
2.5.5.2 Técnicas para determinação do grupo sanguíneo e fator Rh. Teste de coombs e provas cruzadas. Fatores plasmáticos da coagulação sanguínea. Técnicas de avaliação da coagulação sanguínea. Noções básicas e interpretação de eletroforese de hemoglobina.
2.5.6 PARASITOLOGIA
2.5.6.1 Características morfológicas, macroscópicas, microscópicas e ciclo evolutivo dos parasitos patogênicos ao homem. Métodos laboratoriais de identificação de protozoários e helmintos. Protozooscopia e ovohelmintoscopia. Métodos e identificação de elementos anormais nas fezes.
2.5.7 BACTERIOLOGIA E MICROBIOLOGIA
2.5.7.1 Cultura, seleção, coleta e transporte de secreções orgânicas e líquidos biológicos. Morfologia e citometria. Principais métodos de coloração. Meios de cultura: preparo e utilização. Noções sobre as principais bactérias, fungos e vírus patogênicos ao homem. Hemocultura: procedimentos. Urinocultura: técnicas. Coprocultura: técnicas. Execução do antibiograma. Bacterioscopia do líquor. Noções de automação em microbiologia.
2.5.8 IMUNOLOGIA
2.5.8.1 Fundamentos sobre os principais tipos de reações imunológicas. Noções sobre sistema imunológico, os principais tipos de reações sorológicas empregadas e as patologias associadas. Noções básicas de execução de técnicas manuais.
2.5.9 UROANÁLISE
2.5.9.1 Procedimentos para a coleta de urina e sua conservação. Reações bioquímicas na avaliação dos elementos anormais. Sedimentoscopia: técnica e reconhecimento de estruturas.
2.5.10 LÍQUIDOS BIOLÓGICOS
2.5.10.1 Noções básicas do seu papel fisiológico e as alterações patológicas, de celularidade, bioquímica, imunologia, bacterioscopia e microscopia.


Processo Seletivo

O processo seletivo será dividido em etapas. Primeiro os candidatos terão que realizar uma prova escrita, que será aplicada no dia 22 de abril de 2018. Eles terão que demonstrar os conhecimentos sobre língua portuguesa e também sobre a especialidade escolhida.

Os candidatos aprovados na prova objetiva serão convocados para as demais etapas do concurso. Isso inclui inspeção de saúde, exame de aptidão psicológica, teste de condicionamento físico, prova prática da especialidade e validação documental.

A prova será aplicada nas cidades de São José dos Campos (SP), São Paulo (SP), Belém (PA), Recife (PE), Fortaleza (CE), Natal (RN), Belo Horizonte (MG), Rio de Janeiro (RJ), Boa Vista (RR), Porto Velho (RO), Manaus (AM), Brasília (DF), Curitiba (PR), Santa Maria (RS), Canoas (RS) e Campo Grande (MS).